dor oncológica

4 tratamentos para aliviar a dor oncológica

Você sabia que existem maneiras de controlar a dor oncológica na maioria dos casos de pessoas com câncer? De fato, nem sempre é possível fazer com que a dor relacionada a essa doença desapareça por completo, mas é possível fazer uso de terapias para diminuí-la em quase que todas as situações.

É importante lembrar que, ao controlar melhor a dor e os demais sintomas, a qualidade de vida da pessoa melhora, com ela estando mais forte para passar pelos estágios da doença.

Se você se interessa por esse assunto ou conhece alguém que pode se interessar, continue a leitura e entenda mais sobre as formas para aliviar a dor oncológica. Acompanhe!

Tratamento da dor

Nos últimos trinta anos, muitos avanços da ciência foram feitos e a dor passou a ser melhor compreendida. Muitas das descobertas realizadas se tornaram fundamentais para o desenvolvimento de terapias mais eficazes para o controle da dor em pacientes afetados por câncer.

A dor oncológica pode ser trabalhada por meio de uma ou mais das opções a seguir, dentre outras:

1. Bloqueios nervosos

Os bloqueios nervosos temporários, também chamados de bloqueios neurais, podem oferecer alívio aos pacientes que sofrem com dor pós-operatória ou aguda, além de algumas condições de dor crônica. A duração do efeito é de curto prazo, sendo que o procedimento se dá pela aplicação de anestésicos locais abaixo da pele na região onde há dor ou ao redor dos nervos. O objetivo é impedir a transmissão dos sinais de dor ao cérebro.

2. Alternativas neurocirúrgicas

Em alguns casos, o tratamento medicamentoso pode não oferecer o alívio esperado para a dor oncológica. Nas situações em que existe a impossibilidade de controle a partir de maneiras mais conservadoras, a neurocirurgia pode ser uma solução interessante para o paciente. Dentre as técnicas mais usadas para a interrupção da dor, nesses casos, está a cordotomia.

3. Radioterapia e cirurgia paliativa

Tanto a cirurgia quanto a radioterapia podem ser recursos aplicados para fins paliativos. Ou seja, o objetivo é proporcionar mais conforto e mais qualidade de vida para a pessoa com a redução da dor e de outros sintomas. São meios muito usados em pacientes com câncer avançado, pois também ajudam a controlar e prevenir complicações da doença.

4.  Meios farmacológicos

Dentre as formas de promover o alívio para a dor oncológica, o papel de maior destaque fica por conta dos medicamentos. Eles podem ser prescritos para uma variedade de tipos de dor relacionadas ao câncer. A administração também pode ser feita de diversas maneiras, de acordo com as necessidades apresentadas pelo paciente e suas preferências. Dentre as formas de entrega estão:

  • por injeção na veia;
  • injetado logo abaixo da pele;
  • por inserção retal;
  • engolindo;
  • segurando o medicamento na boca até que seja absorvido.

Lidar com o câncer e com a dor oncológica nunca é uma tarefa fácil. Entretanto, deve-se aproveitar todos os meios possíveis para levar alívio, segurança e conforto para quem está sendo afetado por essa doença. Por isso, é essencial que o paciente e seus familiares conversem com o médico em busca das melhores soluções possíveis para cada etapa do tratamento.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais sobre a Clínica da Dor em Santarém.

Comentários

O que deseja encontrar?

Compartilhe