dor crônica

Tudo o que você precisa saber sobre dor crônica

Todo mundo já sentiu dor uma vez ou outra. Um corte, lesão durante a prática de esportes, parto, cirurgia ou pedras nos rins causam dor de intensidade variável. Nesses casos, a causa da dor é conhecida, e desaparece quando a causa desaparece. Esse tipo de dor é uma dor aguda. A dor aguda tem sua própria função, ela informa o corpo de uma doença existente. Diferente da dor crônica.

A dor crônica, pelo contrário, é aquela que dura vários meses ou até anos. Nesse caso, a dor raramente tem uma função útil. Às vezes é muito debilitante, muitas vezes impede as pessoas de trabalhar e desfrutar das alegrias da existência. Isso pode levar a sentimentos de isolamento, raiva, frustração e culpa.

Entenda melhor!

Causas de dor crônica

Muitas doenças ou lesões podem causar dor crônica. Algumas pessoas continuarão a sentir dor muito depois de uma lesão inicial, como uma lesão nas costas, ter cicatrizado. Outras dores crônicas podem ser causadas por uma doença crônica, como artrite ou câncer. Algumas pessoas sofrem de dores de origem desconhecida. Isso não significa que a dor não exista. Seja qual for a causa, a dor crônica é real e precisa ser tratada.

As seguintes condições às vezes estão associadas à ela:

  • o câncer;
  • fibromialgia;
  • trauma espinhal;
  • dores de cabeça;
  • lesão nas costas;
  • artrite;
  • inflamação ou dano aos nervos.

Sintomas e complicações

Viver com dor crônica pode criar um ciclo vicioso de ansiedade, dependência de outras pessoas e falta de sono. A dor crônica pode dificultar a vida cotidiana normal para algumas pessoas. Isso as esgota e influencia negativamente suas habilidades no trabalho.

Pessoas com dor crônica podem interromper suas atividades sociais por causa da dor, por exemplo. Às vezes, elas se sentem dependentes de outros para realizar tarefas diárias, como fazer compras. Uma pessoa com dor ou com medo de sentir dor pode ter dificuldade para dormir.

Diagnóstico de dor crônica

Normalmente, uma dor que dura mais de 3 meses é diagnosticada como dor crônica. Embora seja difícil descrever a dor com precisão, o médico precisa saber o que você está sentindo e de onde ela vem, o que a torna pior, como ela afeta sua vida diária e o que lhe dá alívio. Os médicos costumam usar escalas para quantificar a intensidade e exames de imagem para estabelecer as possíveis causas.

Tratamento

O tratamento da dor crônica funciona para bloquear a dor em qualquer lugar em seu caminho, da superfície da pele aos nervos na medula espinhal e medula espinhal ao tálamo e córtex cerebral. A gama de tratamentos inclui medicamentos tradicionais e também tratamentos alternativos.

Os analgésicos costumam ser usados ​​para reduzir o sintoma. Anti-inflamatórios não esteroides, como ibuprofeno, podem fornecer algum alívio. O paracetamol também é usado com frequência. Esses medicamentos geralmente são usados ​​primeiro e, se não forem eficazes, o médico pode adicionar medicamentos mais fortes.

Prevenção

Se a dor crônica pode ser atribuída a um ou mais nervos específicos, um bloqueio de nervo pode ser realizado, o que permite que a transmissão dos sinais seja temporariamente ou permanentemente interrompida ao longo do nervo alvo. Uma injeção de analgésico impede que o nervo carregue os sinais.

Em alguns indivíduos, os nervos às vezes são destruídos por cirurgia ou pela exposição ao calor ou frio. Às vezes, a dor volta e algumas pessoas podem experimentar uma perda de sensibilidade ou habilidades motoras em partes do corpo controladas pelos nervos destruídos.

A acupuntura é usada para tratar várias condições dolorosas, como enxaqueca e dores nas costas. Durante uma sessão de acupuntura, o praticante introduz agulhas finas sob a pele em pontos específicos do corpo. A acupuntura provavelmente estimula os produtos químicos naturais para o alívio da dor armazenados na medula espinhal.

Além disso, várias formas de tratamento psicológico têm sido usadas para suprimir a dor crônica. A terapia cognitivo-comportamental pode ajudar um indivíduo a transformar pensamentos negativos em positivos. A terapia comportamental visa alterar o nível de atividade das pessoas que sofrem de dor crônica.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais sobre a Clínica da Dor em Santarém.

Comentários

O que deseja encontrar?

Compartilhe